?> Barralcool inicia implantação de novo sistema de fertirrigação que une tecnologia e meio ambiente Ler Mais">

Barralcool inicia implantação de novo sistema de fertirrigação que une tecnologia e meio ambiente

Por Jorge Figueiredo
em 17 de julho de 2012 às 13:58


A vinhaça é conhecida como um liquido marrom escuro rico em potássio, matéria orgânica, nitrogênio, enxofre, cálcio e teor de água, sendo aplicada nas lavouras de cana com grande sucesso econômico. A aplicação da vinhaça nas lavouras, bem como a fertirrigação é pratica adotada por praticamente todas as usinas e com resultados positivos na produtividade agrícola.

O Grupo Barralcool esta implantando um novo sistema com tecnologia que visa uma fertirrigação com vinhaça e águas residuárias industriais, em uma área a ser cultivada com lavouras canavieiras que totalizará aproximadamente 16.000 ha pertencente ao Grupo Barralcool, ou seja, dobrará a área irrigada que deverá compor o sistema produtivo agrícola da empresa.

A tecnologia da “fertirrigação de canaviais” está baseada no princípio ambiental inteligente da reciclagem dos nutrientes contidos na vinhaça, os quais foram extraídos do solo pela própria cultura da cana-de-açúcar. Assim, o objetivo do projeto de fertirrigação é racionalizar o uso agrícola da totalidade dos resíduos líquidos industriais (vinhaça e águas residuárias) quanto aos aspectos técnicos, econômicos e ambientais, proporcionando os seguintes benefícios:

    • Substituição parcial da adubação mineral convencional, aproveitando o grande potencial fertilizante da vinhaça para realizar a “reciclagem de nutrientes”, especialmente do potássio que se apresenta em maior concentração;
    • Atenuação das deficiências hídricas da cultura canavieira e melhor aproveitamento dos nutrientes aplicados, proporcionados pelas águas residuárias industriais reutilizadas;
    • Aumento médio de 10 a 15 t/ha da produtividade agrícola das socarias de cana-de-açúcar, em função da irrigação realizada e pela incorporação ao solo de matéria orgânica e nutrientes contidos na vinhaça;
    • Aumento da longevidade das soqueiras fertirrigadas em 5 cortes a 7 cortes, com grande produtividade;
  • Eliminação dos riscos de contaminação de solos e poluição de águas superficiais e subterrâneas (ênfase no nitrato), através da aplicação de doses agronômicas racionais conforme as necessidades hídricas e nutricionais da cultura canavieira.

O sistema de fertirrigação projetado será composto, basicamente, de tubulação de recalque enterradas, dotadas de derivações, hidrantes, dispositivos controladores de pressão e válvulas reguladoras de vazão, para a alimentação direta dos ramais móveis de alumínio e dos conjuntos de irrigação por aspersão – os equipamentos auto-propelidos com carretel giratório (rolões). Todo o sistema será pressurizado, evitando-se o emprego de canais construídos em leito natural e o escoamento da vinhaça a céu aberto.

É preciso quantificar e qualificar as fontes que geram poluição e tomar medidas de combate e controle bem como fazer um trabalho de conscientização dos operadores dos sistemas. Desta forma poderá ser tirado pleno proveito dos benefícios deste fertilizante natural. As questões elencadas, no entanto podem ser resolvidas desde que observado a origem de cada efluente, sua natureza, tomando medidas mitigativas para se reduzir a emissão de tais efluentes e por fim, a quantidade de efluente que persistir sem exageros deverá ser adequadamente tratado.

Deste modo estaremos agindo de maneira ecológica, racional e econômica.