?> Outubro Rosa e Novembro Azul conscientizam sobre os riscos do Câncer de Mama e Próstata Ler Mais">

Outubro Rosa e Novembro Azul conscientizam sobre os riscos do Câncer de Mama e Próstata

Por Renato Alves
em 20 de dezembro de 2017 às 7:57


Homens e mulheres geralmente lidam de maneira diferente quando o assunto é saúde, entretanto, quando se trata de prevenção, o cuidado e a atenção devem ser os mesmos. Pensando nisso, o Grupo Barralcool realizou as campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul. A primeira, com o intuito de orientar as mulheres sobre a prevenção e riscos do câncer de mama. Já em novembro Azul, a abordagem foi para os colaboradores com mais de 45 anos, que foram orientados sobre o câncer da próstata.

OUTUBRO ROSA

Durante todo o mês de Outubro, nossas colaboradoras voltaram sua atenção para o tipo de câncer mais comum e que mais mata mulheres no mundo: o câncer de mama.

Nos dias 30 de outubro e 1º de novembro, foi realizado um ciclo de palestras com o Dr. Paulo Renato, que as  orientou a respeito da doença, sobre a importância do autoexame e do diagnóstico precoce.

Para Alda Maria Borges Ferreira, auxiliar de cozinha que participou do bate-papo, cada palestra é um novo aprendizado. “A cada ano aprendemos algo novo, por exemplo, este ano descobri que a obesidade é um fator de risco para o câncer de mama”.

Cada colaboradora recebeu uma camiseta, que pôde ser usada durante os meses de outubro e novembro, além de um laço rosa e um creme hidratante para as mãos.

NOVEMBRO AZUL

Em novembro, os laços rosa foram substituídos pelos azuis, e os homens foram conscientizados sobre o câncer de próstata. Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2016 foram registrados 61.200 novos casos da doença em nosso país. É o tipo de câncer que mais atinge os homens – perde apenas para os tumores de pele não melanoma.

A doença, porém, tem 90% de chance de cura quando diagnosticada precocemente. Para isto, os exames médicos periódicos, como o PSA e toque retal, são fundamentais, sobretudo em homens a partir dos 50 anos de idade.