Produtos

Açúcar Cristal

A produção do Açúcar Barralcool, é adequado a todas as normas de BPF`s (Boas práticas de Fabricação), desde a seleção da matéria prima, limpeza e climatização da indústria e da estocagem, capacitação e segurança dos funcionários, uso adequado de EPI´s (Equipamentos de Proteção Individuais), até o transporte do açúcar para os pontos de venda. O que nos permite garantir, que produzimos um produto de máxima qualidade!

Confira abaixo, as especificações do Açúcar Barralcool:

Informações ao Consumidor

Características do Açúcar

Designação: Açucar Cristal de origem vegetal, constituído por sacarose de cana-de-açúcar.
Aspecto: Sólido com cristais bem definidos.
Odor de Sabor: Próprio do produto.

Composição básica do açúcar cristal branco:

  • Sacarose concentração mínima de 99,70%;
  • Sais minerais concentração máxima de 0,07%;
  • Umidade máxima de 0,08%;
  • Outros componentes 0,15% (Sulfite (SO2) máximo de 15 mg/Kg)

Informações Nutricionais

Porção de 5g (medida caseira equivalente a uma colher de chá)

DescriçãoQuantidade por porção% VD (*)
Valor Energético20 Kcal = 84 kJ1
Carboidratos02
Proteínas00
Gorduras Totais00
Gorduras Saturadas00
Gorduras Trans00
Fibras Alimentares00
Sódio00

(*) Valores diários de referência com base em um dieta de 2000 Kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo se sua necessidade energéticos.

Biodiesel

O projeto biodiesel Barralcool teve seu inicio muito antes do  marco regulatório do inicio do programa que começou em 2005, se deu através da empresa ECOMAT que fica em Cuiabá com estudos iniciados no ano de 2000, inicialmente a pesquisa e testes estavam sendo realizados com um aditivo que permitia o uso da mistura de álcool ao diesel de petróleo, logo após a academia começar a falar em biodiesel e a Ecomat fez as primeiras experiências com este produto em laboratório.

Como a empresa era formada por mais sócios e a Barralcool, sendo que os mesmos não quiseram fazer investimentos para adequação da produção para aumentar a capacidade de biodiesel para dar viabilidade a mesma, a Barralcool tomou a decisão de investir com a integração de uma unidade de produção de biodiesel a uma usina de etanol e açúcar.

E em novembro de 2006 entra em funcionamento a primeira usina de biodiesel do mundo integrada com uma unidade
sucroalcooleira, este investimento efetuado pela Barralcool foi possível por acreditar na evolução dos biocombustíveis. A unidade foi implantada pela empresa Dedini e conta com tecnologia de ponta, desenvolvida pela empresa Italiana Balestra, a planta de biodiesel tem uma série de características inovadoras e de conceito completo, com o tratamento das matérias-primas, e podendo se utilizar de qualquer tipo de óleos vegetais e gorduras animais, aproveitando de melhor forma os sub-produtos, como é o caso do tratamento da glicerina, a fabricação de biodiesel pode ser efetuada com o processo de transesterificação e esterificação. A unidade segue padrões internacionais de segurança.

A unidade de biodiesel tem capacidade de produção de 194 m3 de biodiesel/dia.

Estamos produzindo atualmente em torno de 28 mil m3/ano.

A Usina Barralcool tem o Selo Social do Biodiesel do MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, em função do
trabalho que vem realizando junto a agricultura familiar do estado, prestando assistência técnica e e garantia de compra de produtos.

Energia

O grupo produz energia elétrica a partir do bagaço proveniente da moagem da cana-de-açúcar. A energia produzida é capaz de atender ao consumo interno de todas as subdivisões da empresa e ainda oferece o excedente ao mercado consumidor regional através da concessionária local.

O total de energia elétrica gerada pelo grupo é de 100 mil MWh ao ano, o suficiente para abastecer uma população de 200 mil habitantes residenciais, por ano.

Álcool

O álcool etílico ou etanol é produzido pela fermentação da cana-de-açúcar, o potencial inovador da Barralcool na área industrial também está presente no processo de fabricação do etanol.

Ao contrário do petróleo, que é um recurso finito, o etanol renovável é um combustível normalmente produzido a partir de plantas cultivadas, como a cana-de-açúcar, o milho, a beterraba, o trigo e a mandioca.

No Brasil, o etanol é produzido a partir da cana-de-açúcar, que é a matéria prima mais eficiente que se conhece até hoje para a sua produção comercial.

O balanço energético (unidade de energia obtida x unidade de energia necessária para a produção) do etanol de cana é aproximadamente sete vezes maior que o obtido pelo etanol de milho, produzido nos EUA, e quatro vezes maior do que o obtido pelo etanol de beterraba e o de trigo utilizados na Europa.

O Grupo Barralcool tem capacidade instalada para produzir 1.250.000 litros de etanol (anidro, hidratado e neutro) por dia, energia na forma líquida, limpa, ecológica, renovável e inesgotável, proporcionando um desenvolvimento sustentado.

O processo de produção de etanol anidro instalado possui moderna tecnologia utilizando a destilação extrativa através do agente desidratante Monoetileno Glicol.

No Brasil, toda a gasolina, seja ou não para uso automotivo, contém de 20% a 25% de etanol anidro (0,4% de água, em volume). O percentual exato varia, conforme decisões políticas e econômicas governamentais. Praticamente todos os postos de combustíveis do país oferecem etanol hidratado puro (4% de água, em volume) para carros a álcool e modelos flex. Hoje quase 90% dos carros fabricados no Brasil possuem tecnologia flex.

O etanol aditivado, lançado recentemente no mercado, possui uma formulação de aditivos que otimiza o consumo e a limpeza do motor. O motor flex foi projetado para usar tanto etanol como gasolina, em qualquer proporção. Ou seja, não é necessário alternar combustíveis no tanque. Quando o motorista pisa no acelerador, um sensor identifica a quantidade de álcool combustível com base no teor de oxigênio dos gases de escape, e o motor é ajustado automaticamente.

Além dos benefícios ambientais e melhor desempenho do veículo em relação à gasolina, o etanol também se mostra vantajoso em termos econômicos. Mesmo com um conteúdo energético menor, o que torna o seu consumo (km/l) maior, o preço competitivo do etanol em grande número dos estados do país faz com que o seu uso seja mais vantajoso para o consumidor.